Proportion
Categories: Notícias

A emissora SBT foi alvo indireto de um ataque cibernético. Segundo a empresa de comunicação, o banco de dados de uma prestadora de serviços foi invadido há dois meses e informações sensíveis dos colaboradores — e ex-funcionários — da emissora foram vazados. Entre os dados estão nome, CPF e endereço.

“As informações estão associadas à identificação de colaboradores, agregados e dependentes, tais como: nome, CPF, data de nascimento, endereço, dentre outros dados.”

Na carta enviada aos profissionais afetados, a emissora pede que todos fiquem atentos a qualquer atividade suspeita em aplicativos, redes sociais e dispositivos. Também foi criado um telefone 0800 e um endereço de e-mail para que os colaboradores tirem suas dúvidas sobre o caso.

Vale ressaltar que o SBT não revelou quantas pessoas foram afetadas pelo vazamento. A segurança dos servidores, no entanto, foi reforçada, segundo a emissora. “Todas as medidas de segurança necessárias ao fortalecimento da nossa estrutura de governança e segurança da informação continuam sendo reiteradas para maior proteção de seus dados pessoais”.”

Fonte: https://lnkd.in/eKqxAMEQ

É sempre bom deixar claro que mesmo com todos os cuidados previstos na LGPD a empresa poderá ter vazamento de dados, e isso ser justificável perante à ANPD e os usuários, o que não pode ocorrer é o vazamento de dados sem que a empresa tenha implantado a legislação.

A proteção dos dados pessoais é um assunto mundial, por isso, a necessidade premente das pessoas jurídicas e naturais, privadas ou públicas, de adaptarem seus processos internos à Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD.
Se gostou compartilhe, marque, divulgue, reposte!
Quer saber mais informações, sobre como implantar à LGPD em sua empresa, de forma individualizada, respeitando as características de seu negócio, estamos à disposição em nossos canais.
Entre em contato conosco em nossos canais dispostos na Bio – https://linktr.ee/OPELEGIS.
Dra. Lirian Cavalhero
#liriancavalhero#draliriancavalhero#opelegis1#opelegisconsultoria#lgpd#leigeraldeprotecaodedados#leigeraldeproteçãodedados#lgpdnapratica